A Voz do Povo

Anuncie Aqui

domingo, 5 de dezembro de 2010

Garimpo

Garimpo de Ruas com muito lixo e nada de ouro


O Garimpo é a onde se garimpa ouro, onde se destrói solos,contamina a água destrói floresta e desequilibra o eco sistema do nosso planeta.
Serra pelada foi exemplo disso, O garimpo de Serra Pelada foi descoberto no início da década de 80 e por alguns anos foi administrado com mão de ferro pelo ex-agente do Serviço Nacional de Informações (SNI) Sebastião Curió, atualmente prefeito de Curionópolis.
Mais de 100 mil garimpeiros atuaram em Serra Pelada, que entrou em fase de exaustão ao final da década de 80, deixando na região um rastro de pobreza e milhares de desempregados.
onde muitos mineradores foi em busca dessa riqueza alguns nunca mais voltou. Na busca do ouro muitos largou casas e família numa tentativa de alcançar seus objetivos, por causa desse material valioso Chamado (ouro), muitos perderam a vida em Serra Pelada como aconteceu em (Rondônia) Os índios cintas-largas mataram 29 garimpeiros dentro da reserva Roosevelt, em Espigão d'Oeste (Rondônia), no dia 7 de abril de 2004 que violavam suas terras.
Dos 1.300 indígenas que vivem na reserva Roosevelt, 700 são crianças e 400 são guerreiros. Na tribo, os guerreiros, que sempre andam armados com tacape, arco e flecha, são os encarregados de proteger a floresta.Na cidade grande como são Paulo, recife,Curitiba, e outros estados do Brasil existe outro tipo de garimpo onde um certo tipo de garimpo também é disputado.Um tipo de garimpo onde os garimpeiros busca formas para sobreviver, revirando os lixos das ruas e dos grandes Lixões das cidades.
Reciclagem do lixo – muito mais que uma solução
Reciclar é economizar energia, poupar recursos naturais e trazer de volta ao ciclo produtivo o que jogamos fora. A palavra reciclagem foi introduzida ao vocabulário internacional no final da década de 80, quando foi constatado que as fontes de petróleo e outras matérias-primas não renováveis estão se esgotando. Mesmo assim, o assunto parece não interessar grande parte da população, o que é lamentável.
Para compreendermos a reciclagem é importante "reciclarmos" o conceito que temos de lixo, deixando de enxergá-lo como uma coisa suja e inútil em sua totalidade. Grande parte dos materiais que vão para o lixo podem (e deveriam) ser reciclados. Tendo em vista o tempo de decomposição natural de alguns materiais como o plástico (450 anos), o vidro (5.000 anos), a lata (100 anos), o alumínio ( de 200 a 500 anos), faz-se necessário o desenvolvimento de uma consciência ambientalista para uma melhoria da qualidade de vida atual e para que haja condições ambientais favoráveis à vida das futuras gerações. Os garimpeiros das ruas e lixoes não tem trabalho, suas única fontes de renda é os lixões nas ruas e aterros domésticos e sanitários.
Arriscando suas vidas e saúde de seus filhos com o material altamente tóxicos, se expondo ao lixo hospitalar e industrial para garantir os sustento de suas famílias.
O que nos chama a atenção é a quantidade de crianças expostas nos lixões sem nem uma proteção eles dividem lugares com os adultos e todos os dias eles fazem parte dessa historias alguns que se contaminou com doenças de pele para garantir a sobrevivência da família. O que é jogado fora eles aproveita pra sobreviver, pois é a única fonte de renda que eles tem.
Estamos vivendo uma época de grandes transformações: sociais, econômicas, políticas, ambientais, etc. Estas mudanças que estão acontecendo nem sempre são positivas, como quando o pobre fica cada vez mais pobre, o político fica cada vez mais corrupto, a economia mais decadente com o desemprego e com a falta de recursos para atender as necessidades da população, e o meio ambiente cada vez mais poluído e devastado. Desta forma, cai a qualidade de vida urbana e ocorre um descaso muito grande com o meio ambiente, tornando-o cada vez mais danificado.
Encarar de frente os problemas ambientais é essencial pois é dele que depende a qualidade de vida da população. É preciso que as pessoas conscientizem-se de preservar o meio ambiente pois isto sim trará inúmeras melhorias em nossa qualidade de vida. A sociedade pode unir-se e exigir dos órgãos governamentais uma fiscalização das empresas que geram poluição, lixo tóxico, que ocasionam a falta de saúde da população ja citado a cima. A economia pode voltar-se para o incentivo à reciclagem, ao reflorestamento, dando oportunidade às empresas que estão inseridas no contexto do meio ambiente, gerando mais empregos.
O documentario é para chamar atenção politicamente dos políticos que deveriam apresentar projetos de preservação do meio ambiente visando a melhoria da qualidade de vida do nosso planeta.
Relato fascinante, Historia que não poderia deixar de ser contada.
_ Alemão se emociona quando conta que salvou a vida de um garoto soterrado pela máquina do lixão aonde eles garimpam. O garimpo em Serra Pelada já matou mais de 2.380 (duas mi Trezentos e oitenta) vitimas com doenças por contaminação do mercúrio e pela (malária). desde a sua descoberta nos anos 80 muitos desses homens morreram assassinados e muitas mineração vendidas aos estrangeiros.
Nos lixões das grandes cidades também é assim, um pouco mais diferente do garimpo da Serra Pelada. Os garimpeiros de ruas e dos lixões (Catadores) lutam para sobreviver no mundo onde a desigualdade social impera com muita força deixando-os sem opções de vida. Muitas das vezes tem que ficar constantemente atentos pois são agredidos fisicamente e verbalmente, Por seguranças que vigia os lixões.
Muitos desses seguranças são policias de folga que é pago pela empresa contratada desses lixões.
Os garimpeiros de ruas e dos lixões dividem espaços com moscas, mal cheiros, com animais mortos e ratos.
Alguns lixões é aterro industrial onde jamais o lixo poderia ser reciclado, o lixo industrial e hospitalar deveria ser incinerado antes de ser jogado no aterro. Nesse documentário resolvemos acompanhar algumas famílias no seu dia a dia.
O motivo deste documentário é mostrar educativamente como encinar nossas crianças e comunidade a lidar com a reciclagem.
Levando as escolas como devemos contribuir para melhorar nosso planeta e chamar atenção da nossa política brasileira pra que eles vejam de que formas essas gente esta morrendo, uns de fome outros por contaminação hospitalar e industrial.
E essas pessoas não esta na serra pelada!
Esta nos lixões das grande cidades lutando pra não morrer de Fome, comendo o que sobra das nossas mesas. O garimpo de rua é uma verdade nua e crua
Não se sabe ao certo quantos lixões há no Brasil nem quantas crianças trabalham nesses locais. Entretanto, uma estimativa do Fórum Nacional Lixo e Cidadania aponta que, no final da década de 90, 45 mil crianças ajudavam os pais a catar lixo nas ruas de todas as regiões do país. Durante uma semana, a reportagem da M.G.Recordes presenciou, em cooperativas de catadores de lixo no Setor de Indústria e Abastecimento e nas Capitais, crianças fazendo de plásticos e latas de alumínio carrinhos e bonecas. Um deles separava, com um rodinho na mão, no local recheado de restos e dejetos, o que seria a pista para seu brinquedo trafegar.
Meninos e meninas, que deveriam estar na escola, manipulando injeções sujas de sangue.
A condição de insalubridade tem conseqüências visíveis. Um bebê de cinco meses, filho de uma catadora, chorava o tempo inteiro durante a entrevista. Segundo a mãe, um choro com razão de ser. Ele tinha se sido submetido, recentemente, a uma cirurgia por conta de uma grave infecção no intestino. A mãe, uma jovem 23 anos, mora com marido e três filhos no local onde o lixo é separado. Recife
Obs:
Essa Materia foi postada em 2004 e so hoje pudemos postar da forma clara devidas as ameaças que sofremos aqui em mostrar a realidade que vimos.
e mesmo assim levamos a diante o objetivo de informar os eleitores a triste realidade que ainda existem com o nosso povo.
Jair ribeiro (Juquinha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja os Telefones Uteis Clicando aqui

Cantinho do Leitor