A Voz do Povo

Anuncie Aqui

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Jornalista é Proibido de LIBERDADE DE EXPRESSÃO

REDATOR DE INFORMATIVO É PROCESSADO POR USAR A LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Neste dia 27 de outubro de 2010, na cidade de Bodocó-PE, redator de um informativo é processado.
O processo é sobre uma matéria que circulou no Blog sobre uma suspeita de desvio de 18 computadores da escola João Gomes de Souza, em Sipaúba Bodocó-PE.
Tudo começou quando chegou à escola na vila de Sipaúba no município de Bodocó-PE, segundo um morador relatou, o qual o redator prefere não divulgar o nome, que veio um técnico da cidade de Salgueiro para montar uma sala digital na referida escola, a qual seria composta por 18 computadores. Ao chegar no estabelecimento perguntou onde ficava a sala dos computadores, a funcionária que o recebeu o levou até a sala onde fica o computador do colégio e indagou o técnico: ─ Estou falando de uma sala com 18 computadores e não com um computador. A funcionária falou que não havia nenhuma sala naquela escola com 18 computadores. Foi então que ligaram para secretaria e pediram que o técnico passasse por lá para falar com o secretário. Passado alguns dias da visita ninguém mais tocou no assunto.
O redator do Informativo Claranã, preocupado com a situação, e já tendo enfrentado situações parecidas como os correios, que demorou anos para serem instalados, colocou uma nota no Blog do informativo suspeitando que os computadores poderiam ter sido desviados já que os mesmos não se encontravam na escola e não havia sinal de que alguma sala fosse construída na mesma.
Após alguns dias de circulação da meteria na internet, o criador do blog recebeu um e-mail de um amigo, o qual é Presidente do Conselho de Educação, no qual, ele relata que o secretário o chamou furioso para lhe mostrar os computadores estocados na secretaria, confirmando então, a localização dos computadores e se explicando o porquê dos mesmos não terem sido instalados ainda.
O editor mostrando que não estava e nem está de má fé, retirou a matéria de circulação no dia 26 de outubro e ainda colocou uma nota, uma retratação explicando que a matéria foi retirada de circulação devido à fonte que passou as informações não ter dado provas, e que os computadores haviam aparecido.
Mesmo assim, o autor do processo, Brivaldo Pereira Alves mandou seu advogado, Carlos Afonso, seguir adiante com o processo, pois o mesmo detesta e ofende a pessoa responsável pelo informativo por onde passa por conta do trabalho que faz em defesa das comunidades. O criador do informativo chegou presenciá-lo em reunião na escola João Gomes, chamando o informativo de “recorte de jornal”, mesmo sabendo que o responsável do informativo se encontrava presente. Em outra reunião com a comunidade na mesma escola falou que a pessoa do informativo só redigia o informativo daquela forma porque não estava mais mamando nas tetas da prefeitura, sendo que Elismar Rodrigues nunca foi empregado naquele município.
Estes insultos e criticas negativas em relação ao informativo, de uma certa forma, foram apimentando mais as coisas e o informativo que tratava mais de assunto sobre a emancipação de Claranã, passou a mostrar os descasos no município, podendo ser conferido a qualquer momento. Isso deixou o prefeito indignado e cada vez mais falando mal do informativo.
Dessa forma criou-se uma rivalidade entre redator e prefeito.O redator defende a comunidade, mostra a verdade doa em quem doer. Não tem medo da opressão que cala muita gente. Seu caráter não permite que propina lhe convença a parar com seu trabalho. O prefeito arrogante e orgulhoso nunca procurou o dono do informativo para propor uma solução e trabalharem juntos em prol da comunidade. Então procurou o caminho mais difícil processando o Sr. Elismar Rodrigues da Silva.
Depois de mais de dois anos de trabalho defendendo a comunidade, distribuindo os informativos gratuitamente, levando informação, incentivando a leitura e deixando as pessoas mais esclarecidas, “O Homem do Informativo Claranã” como é chamado por alguns, ganhou como recompensa um processo.
O mesmo ficou triste e revoltado com a situação. “─ Como pode você se esforçar tanto em prol da comunidade, sem querer nada em troca, e ser processado como se tivesse cometendo um crime bárbaro”. Onde está o direito a liberdade de expressão, porque temos que ficar amordaçados enquanto a corrupção assola o nosso país, as nossas vidas, e quando alguém tenta falar umas verdades tentam calar-lhes a boca. Porque tem que ser assim? Indagou professor redator indignado com o ditatorial e repressivo sistema em que vivem as pessoas que desejam e gostam de escrever o que pensam.
O prefeito além de tentar intimidar Elismar Rodrigues com esse processo, não se sabe se a mando dele, mas tanto advogado Carlos Afonso, como o secretário Ronaldo Meneses, ameaçaram sua esposa que fez concurso recentemente e está em estagio probatório. Segundo o professor João Almeida que assinou declaração do que ouviu, o secretário falou depois de ter lhe mostrado os computadores: “─A matéria referente ao desvio dos computadores estava no blog de Lucinha, e como sabemos, ele está no período probatório, isso pode causar complicações para ele por conta do blog que está no nome dela”. Para azar do secretário, a professora nunca criou nenhum blog nem sabe manusear um. O advogado do prefeito Carlos Afonso, ao procurar o Presidente do Conselho Municipal, José Pereira de Andrade, também para falar dos computadores disse: "─Somos todos amigos, mas o prefeito pediu para eu investigar e já vi que procede. inclusive lamento por Lucinha que assinou o blog, está em estágio probatório".
Depois de todas as ameaças e preconceito com redator e informativo, o Sr. Brivaldo Pereira Alves, prefeito de Bodocó-PE, pediu uma indenização de R$ 10.000,00 reais para um funcionário público que ganha atualmente R$ 570,00, pois nos seus vencimento é descontado um consignado. O mesmo ainda gasta mais de duzentos reais de gasolina e manunteção de moto para chegar a escola onde trabalha, cerca de 26km de distância. Parece que este prefeito quer mesmo ferrar com este cidadão.
“Todo homem tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transferir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.” Declaração Universal dos Direitos Humanos – artigo XIX (10/12/1948).
Este caso não é o único no brasil em São Paulo um caso parecido esta acontecendo com uma colega de trabalho na câmara municipal do estado de São Paulo a Câmara Municipal moveu uma ação de difamação e calunia contra a Silvia Sibele uma advogada bem conceituada mãe de dois filhos casada compromissada com sua comunidade e principalmente com a verdade Silvia Sibele vinha Alertando sobre as plantas a falta de cuidado com as mesmas dentro da Câmara Municipal, as plantas viviam secas e estava morrendo por falta de cuidado.
Silvia Cibele Ao relatar isso em seu blog começou as ser perseguida por um possesso que corre em segredo de justiça. (Leia a matéria Postada em seu Blog)Clica no link
No passado éramos punido se falasse-mos mal do governo era motivo de ser preso ou ate mesmo ser assassinados como aconteceu com muitos militantes, isso por que vivia-mos sobre o regime militar (Ditadura) com as mudanças que revolucionária o pais com a chamada democracia os jornalistas eram reservados a eles a liberdade de expressão o direito de ir e vim, mas isso é so no papel A democracia na verdade não passa de uma piada um bando de medíocres e hipócritas que se imposta no poder legislativo e político para não colocar as leis e os direitos em ação e sim seus interesses, interesses que beneficia eles e suas famílias e o resto do pais que se vira como puder.
É triste que ainda exista ditadores no poder publico brincando de político democrata é uma vergonha que num pais como o brasil que lutou tanto pela democracia no passado Os bronzes da tirania Já no Brasil não rouquejam os monstros que o escravizavam Já entre nós não vicejam da Pátria o grito eis que se desata desde o Amazonas
até o Prata o que estão fazendo é sufocar as pessoas que se opõe contra seus abusos de poder mantendo calado e sufocado com processos como forma de punição quem enfrenta e olha olho por olho.
Se o penhor dessa igualdade é trabalhar e conseguimos conquistar com os braço forte sem deixar que eles sufoquem nossa liberdade de expressão quem não deve não teme,
Em teu seio, ó Liberdade Não calamos mesmo que nos desafia o nosso peito a própria morte não abrimos mão do que nos é herdado por direito se os nosso companheiro falou e ninguém se incomodou agora é hora de ouvir o nosso grito (Liberdade e respeito com que se é do povo).

Autor: Jair Ribeiro (Juquinha)
Jornalista comunitário

12 comentários:

  1. Salve, honorável Jair Ribeiro, Jornalista porreta, ser humano admirável.

    Vemos, por aqui, que a corrupção é uma rede intrincada, devidamente enozada, nós firmes;
    é preciso mais astúcia que força bruta,
    mais a sustentável leveza da consciência
    que a ira;
    mas é preciso estar atento e forte, como canta
    o poeta.

    Senti firmeza

    "o penhor dessa igualdade é trabalhar e conseguimos conquistar com os braço forte sem deixar que eles sufoquem nossa liberdade de expressão"

    Parabéns por seus brios, seus ideais.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado amiga Carmem Regina Dias é importante lembrar que Condenar alguém baseando na antiga ditadura é fim da picada esse prefeito e esse juiz eles pisaram na democracia com pés sujos de suas ignorância.
    no brasil a úníca forma de tampar a boca de quem fala a verdade que interessa o nosso povo.

    ResponderExcluir
  3. Valeu caro Juca!

    Essa matéria está dando o que falar aqui em Bodocó-PE. Acredito que outros processos poderão surgir, mas a verdade não para doa em quem doer.

    "Em teu seio, ó Liberdade Não calamos mesmo que nos desafia o nosso peito a própria morte".

    ResponderExcluir
  4. Senhor jornalista,documentarista,lider comunitário, meu amigo obrigada pela sensibilidade e preocupação para com a verdade e a transparência nas relações Governo X Cidadão, Governo X Funcionário, infelizmente, hoje sou uma pessoa temerosa, pois, tenho filhos, família e depois de ver tantas barbaridades - ameaças, brigas - pela eleição de uma Mesa Diretora, vejo, que ter sido apenas processada foi lucro. Evidente que houve todo um descaso, ameaça de demissão etc., mas, não tenho preguiça de trabalhar, fome meus filhos não passarão, mas minha boca: não calarão.
    Abraços,
    Silvia Cibele

    ResponderExcluir
  5. Esses bandidos sangue sugam do dinheiro publico não pode continuar no poder só por que se acha dos donos eles esquecem quem botou no lugar que estão foi o povo mas povo também tira.
    Não podemos descansar enquanto os companheiros nossos estão ai sendo alvo de processos só por que fala a verdade para o povo que já esta cansados de ver a verba publica caindo no ralo.
    Eu não me calo em teu seio, ó Liberdade mesmo que me desafia o nosso peito a própria morte.
    Por que só os covardes dessa câmara Municipal de vereadores do estado de São Paulo que nos desafia com processos se julgando injustiçados rsrsrs.
    O poder publico não enxerga que os mesmos desvia verba, não cumpre com o dever e o que é pior aprovam obras com superfaturamento absurdo aos senhores magistrados olhe com mais carinho esses abusos de poder, por que os jornalistas mesmo sem formação, mas com experiência e seriedade em levar a informação para as comunidades não passa ser alvo de pessoas como esses que não tem compromisso com o nosso povo.
    Essas plantas é dinheiro publico e precisa ser investigado com mais rigor e punir os responsável que faz do povo palhaço e utiliza a maquina publica para se promover ou calar jornalistas que nada mais tem Compromisso com a verdade.
    QUE DOA A QUEM DOER!

    ResponderExcluir
  6. É uma vergonha que em pleno século XXI, ainda vemos coisas como essa, os governantes fazem farra com o dinheiro publico, e quando são descobertos ainda querem tirar onda, processando esse ou aquele que não fez nada alem do seu serviço. Isso é bom para a população pensar muito bem antes de digitar seus votos na urna eletronica, resumindo "ESTOU COM VERGONHA DE SER BRASILEIRO", neste momento!!!!

    ResponderExcluir
  7. quero agradecer os amigos que estão ajudando a divulgar essa noticia.
    é a unica forma de mostrar aos eleitores que democracia é uma coisa que não se respeita aqui no brasil.

    ResponderExcluir
  8. Oi, aqui é @MosaicoSocial, a quem você pediu que lesse e divulgasse esta matéria.

    Conforme prometi, aqui estou. Li seu post e estou realmente muito indignada com a atitude do prefeito e são inúmeras as razões, você mesmo apontou-as em seu informativo e em seu post. Especialmente no que concerne ao seu processo, uma vez tirada a matéria do ar, ele poderia, numa atitude de bom senso e até de uma negociação, buscar um entendimento com seu jornal.

    Entenda, não vou defendê-lo porque, como jornalista, sou a favor da liberdade de expressão tanto quanto você. Mas entendo também que houve um erro técnico cometido e reconhecido por você, tanto que você, ao fazê-lo, retirou a matéria do ar.

    Dar uma notícia sem apurar 100% os fatos te colocou numa sinuca de bico, deixando a lei a favor dele. Ou seja, o que você fez até este episódio foi sim, expressar-se com liberdade, defender sua comunidade e um trabalho primoroso - não importa se subsidiado ou não e você não pode se colocar na condição de herói ou vítima por isso - foi uma escolha consciente sua, sabendo dos riscos que corria o tempo todo (espero!).

    Até então, por isso, ele não pôde "revidar", porque a lei estava ao seu lado. Mas, ao publicar um fato sem provas e, portanto, ao publicar uma mentira (ou não, mas se os computadores apareceram, você pode até ter sido vítima de golpe montado para isso!) você acabou presa do tal prefeito que, sentindo-se caluniado e difamado, entrou com os dois pés sobre seus ombros.

    Liberdade requer responsabilidade e esta é uma lição que ouvimos desde crianças à medida que nossos pais vão nos abrindo mais as rédeas. E isso vale para tudo, especialmente para nos expressarmos.

    Infelizmente no Brasil não temos isso há anos. Vivemos uma retórica liberdade sob o manto de uma democracia centralizada, cuja imprensa é tão amordaçada quanto as imagens postadas em seu blog. Basta ler os vários noticiários e colunas dos últimos oito anos e as discussões que rolam sobre a intenção de se controlar a Internet no Brasil.

    As mídias sociais têm sido uma faca de dois gumes neste quesito, e gerado mundo afora demissões e processos de colegas jornalistas aqui, nos Estados Unidos, em jornais e empresas, em todos os lugares. Todo cuidado é pouco na hora em que você resolve falar, dar uma opinião e defender uma causa.

    Sinto demais por sua situação, meu colega. Entenda que cada um carrega a cruz que pode carregar, segundo dizem os católicos, porque Deus assim sabe. Não deixe de lutar pelo que é certo, mas aprenda com este escorregão e cerque-se sempre das melhores fontes (e todas!) antes de publicar o que for sobre quem for.

    Infelizmente, mesmo como jornalista, pouco podemos fazer, porque o governo nos tirou o pouco que a Lei de Imprensa nos garantia acerca das questões que agora te acometem - se antes havia um foro específico para quem tinha o diploma, hoje, nem isso. Só posso desejar-lhe sorte, porque vivo coisas semelhantes no dia a dia da cidade grande, acabo de voltar do Rio onde presenciei tudo o que a mídia de lá publica, tenho recebido informações via e-mail do que a imprensa jamais publicará e o Brasil... continuará sendo o Brasil.

    ResponderExcluir
  9. Realmente amiga @MosaicoSocial, este fato aconteceu com um amigo de Pernambuco e com uma amiga minha que eu presenciei todas as suas matéria.
    Eu como jornalista ainda não formado estou no meu ultimo 3 ano de faculdade, mas atuando e praticando a profissão.
    Eu quando eu recebo uma notícia eu procuro ver os dois fatores quem coloca a cara para falar e mostra as provas.
    No caso da Silvia Cibele quem tirou as fotos das plantas foi eu e outras ela e não foi uma planta e nem duas foi inúmeras plantas morrendo por falta de cuidados.
    Eu não escrevo nem uma matéria sem que ela não tenha fundamentos reais e como você mesma disse: dar uma notícia sem apurar 100% os fatos nos coloca realmente numa sinuca de bico, deixando a lei a favor do denunciado.
    É triste que somos alvo dessa mídia suja que nunca atende o critérios sociais do povo, eles só vedem os produtos que interessa.
    Tudo que você disse aqui, eu concordo plenamente temos que tomar mais cuidado na hora de postar alguma coisa sem ter o conhecimento profundo do assunto.
    O jornalista também tem que da oportunidade para a parte acusada se defender antes de publicar a denuncia e assim o jornalista não se expõe diretamente e sim um intermediário para publicar o problema.
    Aqui tem um monte de pessoas que querem denunciar, mas não querem colocar a cara e pensa que é só chegar filmar e postar e quando agente não faz ainda recebemos criticas.
    E denunciar sem prova como você mesma disse por que a Liberdade requer responsabilidade e esta é uma lição. Para não esquecer que a corda só estoura para o lado do mais fraco.
    Eu quero te agradecer amiga @MosaicoSocial pela a sua atenção em meu blog e pelo carinho em escrever sua opinião, agradeço de coração.
    E sempre que você puder seja bem vinda o blog é seu sempre que você quiser.

    ResponderExcluir
  10. é bem a cara desse povo fazer isso mas não adinta quem lê tanta babozeira junta fk realmente indignado!!!!!!!!!!!! desde de quando elisma é um coitado

    ResponderExcluir
  11. Esse povo não sabe o que liberdade de expressão ! é muito diferente de difamação e injuria que foi oque o dito " redator "do jornal que ninguem le fez agora ele vai apurar primeiro pra poder divulgar as infomções do jornal que ele manda soltar por aique só faz sujar as ruas isso sim !

    ResponderExcluir
  12. Percebi aqui que um ignorante publicou os dois comentários anteriores. Meu trabalho é meramente informativo e acredito que qualquer pessoa que possa redigir um texto (redação) seja capaz de fazê-lo.

    Quero agradecer a Sra. @MosaicoSocial pela explanação, porem, lhe afirmo que a atitude que tomei, a meu ver, foi correta, pois em momento algum falei que houve desvio de algo, e sim, suspeitas, devido a visita de um técnico que veio a citada escola para fazer a montagem dos computadores e chegando lá não encontrou nem sala, nem computadores. O que houve foi suspeitas e não afirmação de desvio. Suspeitas essas que estão sendo apuradas no desenrolar do processo.

    Para o ignorante que disse que o informativo suja as ruas e que eu não sou jornalista, agradeço o comentário, quanto mais incomodados vocês ficam, mais fortalece o Informativo que está por todos os lugares de Bodocó, e lhe afirmo com todas as letras que o objetivo, que é esclarecer as pessoas está sendo alcançado não importa quanto tempo dure para conclusão.
    O que está em jogo não o poder, não é o dinheiro, é algo que você talvez não seja capaz de absorver nem entender com tanta ignorância.

    ResponderExcluir

Veja os Telefones Uteis Clicando aqui

Cantinho do Leitor