A Voz do Povo

Anuncie Aqui

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Construtora RMA e Prates Bueno atrasa pagamento



Nesta segunda Feira 20 06 2011 O Jornal a Voz do Povo Flagrou uma paralisação de funcionários de uma construção Civil na Avenida Deputado Emilio Carlos em frente ao cemitério Vila Nova cachoeirinha.
A paralisação da obra foi por falta de pagamento dos funcionários segundo os funcionários da obra reclamam da falta de pagamento que já esta atrasado há quase dois meses “Eu estou cansado de chegar em casa com as mãos abanado e ter que dizer para o dono da casa que eu moro de aluguei que a empresa não pagou, casando de dizer para a minha esposa que eu não recebe da empresa é esse o transtorno que esta causando em minha casa as promessas da empreiteira Prates Bueno é sempre as mesma joga a culpa para a Construtora RMA e fica um jogando para o outro enquanto isso as nossas famílias passam dificuldades” .
Desabafa Nelson Funcionário da empreiteira Prates Bueno conhecida como GATO.
Segundo anunciado por um representante do sindicato SINTRACON
Sindicato dos trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo a empreiteira Prates Bueno Recebeu pelos seus serviços prestados e que a construtora RMA.
O que o Jornal a Voz do Povo não entendeu por que atrasou o pagamento desses funcionários já que estava recebendo pelo serviço prestado a Construtora RMA.
“Em casa já falta de tudo e não querem mais vender ate eu pagar a pendência é humilhante passar por isso é... um jogando para o outro enquanto as nossas famílias passam necessidade, quando falamos com o engenheiro da Construtora RMA ele disse que não tem problema se a obra ficar parada três dias ou uma semana como se agente não fosse nada, Ate o vale transporte eles não esta pagando e temos que nos virar como podemos... estamos a quase dois meses sem pagamento” .
Desabafa Josineide Funcionário da empreiteira Prates Bueno.
Mais tarde um representante do Sindicato SINTRACON diz que a Prates Bueno pagaria os salários atrasados e que estaria esperando o banco abrir após as após as 10:00hs e efetuar o pagamento mesmo assim os funcionários cansados de tantas promessas aderiram não trabalhar so depois que receberem.
“vivemos numa escravidão disfarçada na democracia trabalhar e não receber e não ter idéia de quando receber é complicado principalmente para quem paga aluguel e sustenta a família a escravidão ainda existe é so observar que verá que ainda somos escravos e discartavel” .
Desabafa um ex funcionário que não quis se identificar para o Jornal a Voz do Povo.
É Lamentável quando não respeita essas pessoas que migram de longe para trabalhar e manter suas famílias nessa selva de pedra enorme feita pelas mãos de migrantes que vem em busca de sonhos.
A construção civil não seria ninguém sem a mão de obra Migratória e muitas das vezes muitos acabam não voltando para sua terra.
Quantos morreram na construção Civil, e quantos acabaram mutilados e voltaram para sua terra sabendo que sitornou impotente para o trabalho.
O que vemos diante de tudo isso é que a Prates Bueno não respeita esses trabalhador, recebeu pelo trabalho prestado e não repassou o pagamento para os funcionários.
A Construtora RMA parece não se importar com as atitudes dessa empreiteira Prates Bueno conhecida como GATO sendo conivente com os problemas causados a esses funcionários e com isso um fica jogando para o outro, mas não sabem que sem eles São Paulo não cresce.
O Jornal a Voz do Povo parabeniza o sindicato SINTRACON pela iniciativa em parar a obra ate que esses funcionários tenham as suas reivindicações resolvidas é hora de dizer basta em quem não respeita o trabalhador e principalmente o Migrante o qual faz dessa cidade ser o que é.

Assista a Reportagem


Apoio Associação AVAS
Presisdente Eduardo Santos (Netinho)
(PRR) Projeto Rede Rua
Social News
Pastor Ozeias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja os Telefones Uteis Clicando aqui

Cantinho do Leitor